RedBull Station

Centro Culturql

Cliente: Red Bull| Arquiteto: Triptyque
Superfície: 2210 m² | Terreno: 748,80 m²
Cidade: São Paulo | País: Brasil
Anos: 2010 – 2013

O centro de São Paulo é um dos lugares do mundo onde a urbanidade é mais forte e mais intensa. Uma região onde a beleza das ruas e dos edifícios foi esquecida por muitos anos. Com a renovação de um edifício dos anos 20, que já foi ocupado pela companhia de eletricidade Light, o novo projeto arquitetônico da Triptyque, o Centro Cultural da Estação RedBull, aparece como um protagonista importante na reabilitação do centro da cidade.

Localizado na praça da Bandeira, o novo centro cultural articula as artes visuais e auditivas através da produção e difusão de novas formas de expressão artística.

O edifício foi completamente reformado respeitando os conceitos do patrimônio arquitetônico. Foi realizada uma intervenção contemporânea para adaptar o edifício a seu novo papel como espaço cultural. A essência do edifício histórico foi preservada, e a beleza dos seus elementos foi realçada. Um elemento arquitetônico foi criado para acompanhar os visitantes ao longo da visita, desde as escadas até os cinco andares da Estação Red Bull e seus muitos espaços. No telhado da Estação, flutua um toldo de metal chamado “folha”, que cobre o terraço.

De um lado do térreo está a galeria principal, um espaço que concentra exposições de todas as formas de arte visual, performances e shows. Do outro lado, um volume de concreto, cuidadosamente esculpido e polido para acomodar um estúdio de música.

O porão foi transformado em um espaço de exposição e em salas de ensaios musicais. No andar superior, foram criadas seis ateliês para residências artísticas que irão mudar a cada trimestre. Em volta dos ateliês individuais, a “Galeria da Transição” reunirá temporariamente os projetos criados nesses ateliês durante seu processo criativo.

Diretor Geral: Luiz Trindade | Chefe de Projeto: Paulo Adolfo Martins | Créditos: Pedro Kok

Hide picture