Oscar Freire

Uso misto

Cliente: Particular | Arquiteto: Triptyque
Superície: 1400 m² | Terreno: 675 m²
Cidade: São Paulo | País: Brasil
Anos: 2010 – 2012

A agência de arquitetura Triptyque concebeu o projeto Oscar Freire, um complexo composto por três lojas, um restaurante, um bar e uma galeria de arte em São Paulo. As lojas ficam de frente para a rua, enquanto o restaurante se encontra nos andares superiores.

O projeto foi concebido como uma estrutura metálica binária: um nível “térreo” que abriga as lojas, e um andar superior chamado “Observatório”, que abriga o restaurante onde os restauradores franco-brasileiros do Grupo Chez criaram seu novo local: Chez Oscar.

O observatório não é um andar extra, é um edifício sobre um edifício, a cidade sobre a cidade. Ele abre uma nova dimensão de crescimento, abrangendo o complexo comercial e com vista para o distrito de Oscar Freire, em São Paulo.

Com um volume maciço e cúbico, o observatório está equilibrado em uma estrutura assimétrica que lhe confere cinética e cria um efeito perturbador entre o nível da rua e o nível superior. Inteiramente coberto de aço inoxidável, os reflexos se distorcem e embaçam com o tempo e com as tempestades tropicais.

Os arquitetos da agência Triptych se inspiraram profundamente no conceito da Yona Friedman com relação à cidade espacial criada em 1959.  É uma topografia artificial composta de megalópoles acima do solo que responde ao problema da demografia galopante das principais regiões urbanas do mundo. Ela projetou uma cidade tridimensional que multiplica a superfície original da cidade com a ajuda de planos elevados, e cria uma nova cartografia do território.

O Observatório Oscar Freire entende a arquitetura como uma forma dinâmica, entre materialidade e potencialidade, aberta à interação dos usuários e às condições climáticas. Foi inaugurado em outubro de 2013.

Gerente geral: Luiz Trindade | Gerente do projeto: Aline D´Avola | Créditos: Leonardo Finotti, Pedro Kok

Hide picture